Você sabe quais são os principais sintomas do lúpus?

Ele é uma doença autoimune que pode atacar vários órgãos e causar dores nas articulações. Saiba mais!

O médico especialista é capaz de prescrever o melhor tratamento para o lúpus.
Por Larissa Mortari - 01/02/2018

O médico especialista é capaz de prescrever o melhor tratamento para o lúpus. FOTO Shutterstock

As doenças autoimunes ocorrem quando o próprio sistema imunológico do indivíduo ataca os tecidos saudáveis por engano. Entre as mais conhecidas desse tipo está o lúpus, que pode afetar pele, rins, cérebro e, inclusive, articulações. “Lúpus é uma doença autoimune que tipicamente afeta mulheres jovens. A doença pode atingir qualquer órgão. Sua causa é desconhecida e não existem medidas preventivas eficientes. Existem, sim, tratamentos muito eficazes para controlar a doença e evitar consequências maiores”, explica o reumatologista Ari Halpern. Mas antes de recorrer aos tratamentos, é preciso identicar a doença. E você sabe quais são os principais sintomas do lúpus?

Nem todos os pacientes com lúpus apresentam os mesmos sintomas (ou complicações). “Existem pacientes que apresentam manifestações mais leves e outros com manifestações mais graves. Alguns podem ter apenas acometimento da pele e articulações, sem envolvimento de órgãos nobres. Outros podem ter acometimento em variados órgãos e diferentes combinações”, explica o reumatologista Rodrigo Moulin. De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, o lúpus afeta principalmente as mulheres: até nove vezes mais que os homens. Um dos motivos pode ser a presença do estrógeno, hormônio feminino que estimula a formação de anticorpos – diferente da testosterona, hormônio masculino que faz o inverso.

Os sintomas do lúpus podem facilitar seu diagnóstico, melhorando a qualidade de vida do paciente.

Os sintomas do lúpus podem facilitar seu diagnóstico, melhorando a qualidade de vida do paciente. FOTO Shutterstock

Sintomas do lúpus e seu diagnóstico

Por afetarem o sistema imunológico, as manifestações da doença podem variar desde dores nas articulações, fraqueza, febre e quedas de cabelo, até sintomas mais graves, relacionados ao órgão afetado. As dores nas articulações, geralmente, ocorrem nos membros superiores e surgem de maneira irregular e itinerante, mudando de local sem motivo aparente.

Como os sinais do lúpus são semelhantes aos de outras doenças, o diagnóstico pode demorar – normalmente surge depois que o paciente passou por várias especialidades de médicos. Vários exames podem ser utilizados para checar se o distúrbio realmente está instalado no organismo: exames de sangue, urina, raio-x, entre outros, dependendo do quadro clínico.

“O diagnóstico de lúpus não é realizado através de nenhum exame específico. É um conjunto entre a história, o exame físico e a investigação laboratorial. É uma doença que pode se confundir com diversas outras, que precisam ser descartadas durante a investigação”, explica Rodrigo.

Cuidado com o sol!

A exposição solar pode piorar a doença. “A radiação ultravioleta, é capaz de induzir o aparecimento das lesões de pele e causar o agravamento destas, assim como pode induzir e piorar as lesões dos órgãos internos, como a inflamação dos rins”, alerta a reumatologista Selma da Costa Silva Merenlender.

 

Consultoria  Ari Halpern, Rodrigo Moulin e Selma da Costa Silva Merenlender, reumatologistas

 

LEIA TAMBÉM: